quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Onde se esconde o açúcar?

Idealmente comíamos tudo diretamente da plantação, acabado de colher ou então preparado por nós. Mas a verdade é que por vezes temos de recorrer a alimentos que, de alguma forma foram manipulados e muitos deles, por muito simples que pareçam ser, podem ter adicionado quantidades significativas de "açúcar" nas suas mais diversas formas e com os seus diferentes nomes! Não são só os doces de pastelarias ou as bolachas que têm açúcares adicionados, desenganem-se (vê AQUI)! Uma simples polpa de tomate, os legumes enlatados ou as bebidas vegetais que compramos em pacote são exemplos disso. E eu pergunto... mas porquê?
Eu sei a resposta, porque ficam mais docinhos e apetecíveis... mas :( mesmo assim! Acho que o consumidor deve ser livre de escolher e o grande problema é que muitas vezes compramos sem saber.

Muita ATENÇÃO, pois este pequeno diabrete nem sempre é chamado simplesmente de açúcar! Pode ter nomes tão alternativos que muitas vezes passa despercebido, mesmo ao olhar atento de quem lê rótulos nutricionais e lista de ingredientes.



Por isso mesmo compilei uma lista de nomes que os diferentes açucares adicionados podem ter e que se escondem por de trás de nomenclaturas estranhas.
Termos simples de identificar como açúcares mascavado, amarelo, "light" ou açúcar invertido, cristalizado, refinado, biológico/orgânico, mel, melaço ou concentrados de fruta acho que toda a gente percebe.

Mas termos como:
- Sacarose
- Glicose
- Glucose
- Dextrose
- Maltodextrose
- Maltodextrina
- Maltose
- Dextrose
- Frutose
- Lactose
- Galactose

Todos eles são nomes de diferentes tipos de açúcares... estão muitas vezes na lista de ingredientes mas não os identificamos como açúcares escondidos. Por isso já sabem ao comprarem uma bebida vegetal com maltodextrose ou uma compota com frutose, estão a comprar um produto aos quais foram adicionados açúcar. Não se deixem enganar e façam compras informadas!

domingo, 4 de fevereiro de 2018

A polémica das DIETAS DETOX!

Já não é a primeira vez (e não será certamente a última) que as dietas seguidas pelas estrelas de televisão dão que falar... antes estes mexericos eram apenas internacionais (ver AQUI) , mas hoje também as nossas celebridades nacionais se expõem, mostrando conteúdos pessoais que permite comentar e criticar todos os seus passos e decisões. 



Foto: www.vip.pt

A polémica começou com Rita Pereira, que foi a primeira a partilhar a sua experiência, nas redes sociais, ao iniciar um plano detox de 3 dias à base de líquidos, com o intuito de desintoxicar o seu corpo. Jéssica Athayde não tardou e aceitou o desafio poucos dias depois. Mas para Jessica o resultado do plano de limpeza foi desastroso. Ficou de cama, sem energia e com direito a passagem pelo hospital devido a uma "quebra de tensão". 


Foto: www.instagram.com/jessicaathayde 

Mais tarde, também Cristina Ferreira e Manuel Luis Goucha se deixam conquistar pelo desafio de líquidos, o que fez crescer a curiosidade e muitos foram os que se deixaram influenciar. No entanto, nem todos concordam com as decisões alimentares dos apresentadores, apontando o dedo ao exemplo que dão às centenas de milhares de seguidores nas suas redes sociais. De tal forma que após as duras críticas Cristina viu-se no dever de se comentar publicamente e justificar as suas escolhas no seu programa de televisão Você na TV.
Quem segue a Cristina Ferreira e conhece as suas histórias, sabe contudo que é acompanhada por nutricionistas e não é a primeira vez que partilha o seu gosto por uma alimentação saudável e pelo consumo de diferentes programas detox.

Hoje em dia vivemos muito em torno das redes sociais, das partilhas online e cada vez nos sentimos mais próximos daqueles que vemos atrás dos ecrãs! Já nem precisamos de comprar revistas cor de rosa para nos inteirarmos das actualidades, basta seguirmos os seus perfis de facebook, instagram ou snapchat. Através deles conseguimos vislumbrar pequenos excertos do dia a dia, das rotinas e também das dietas que seguem. São basicamente resumos que, podem ou não, ser representativos das suas vidas reais, pois as 24 horas dos seus dias são bem mais longas do que os pequenos excertos que publicam. 
As redes sociais são actualmente pequenas amostras de "mini big brothers", que nos deixam entrar nas vidas dos outros. Mas no caso de celebridades com este impacto, não podemos esquecer que existem milhares e milhares de pessoas que assistem calorosamente às suas  vidas e, como tal, deve existir uma responsabilidade acrescida quanto aos conteúdos que passam.

Com dois livros lançados sobre a temática do DETOX, sempre que algo acontece em torno deste assunto, a minha caixa de mensagens é inundada de questões e pedidos de esclarecimentos. Na semana passada apercebi-me do aparato ao ser contatada pela imprensa para comentar as deitas líquidas, à base de sumos detox, seguidas pelas caras conhecidas da nossa praça.

Casos como este devem servir de exemplo a quem pensa aventurar-se numa dieta extremista sem supervisão profissional, seja ela de sumos ou de outra coisa qualquer. De uma forma geral, as dietas líquidas acarretam riscos, sobretudo quando seguidas por imitação, pois não estão adaptadas às necessidades e podem correr (muito) mal!
As Dietas Detox, como qualquer outra dieta, devem ser personalizadas e não têm de ser necessariamente constituídas apenas de sumos detox ou ser 100% líquida, como parecem ser estas. Garanto-vos que numa dieta detox é possível mastigar e comer de faca e garfo!
Claramente nem todas as pessoas estão preparadas para desafios tão exigentes e como tal é fundamental que toda a estratégia de intervenção seja adaptada e adequada a cada um.

Este tipo de situações devia servir como alerta e ter um papel pedagógico, fazendo pensar duas vezes antes de se entrar em aventuras dietéticas não acompanhadas. Parece, contudo, que não foi este o caso. Ao contrário do que seria de esperar, milhares de seguidoras, apesar dos riscos, apostam tudo para conseguirem um corpo perfeito. E aqui reside o perigo! Apesar de todas as chamadas de atenção, a ideia de uma solução milagrosa para os quilos a mais é demasiado tentadora! Por muito que se repita que mesmo que consigam seguir os 3 dias de dieta líquida, esses dias não vão resolver nada, se não se mudarem as restantes rotinas, parece sempre haver uma esperança de que os 3 dias consigam resolver uma vida de erros alimentares. 

Assim e se querem saber mais sobre a vantagens e os riscos dos sumos detox aproveitem para lerem os meus livros SUMOS e ÁGUAS DETOX (2014) e o SOPAS, SALADAS e CHÁS DETOX (2015). Lá encontram todos os fundamentos por de trás do conceito detox e uma série de receitas para conseguirem um plano à vossa medida, com resultados mas sem fundamentalismos. 
Com tanta informação e com tantos exemplos positivos, o ideal é sempre fundamentares as tuas escolhas e procurares a ajuda de um profissional. Assim terás a certeza de que os objectivos são alcançados e sobretudo que tens sempre a tua saúde em primeiro lugar.
Sim... é possível fazer um detox saudável! Tem é de ser o teu detox, adaptado a ti! 
Lê a publicação sobre tudo o que deves saber sobre o mundo do detox AQUI.



Segue a SANTAMELANCIA no facebook e instagram.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Tudo o que deves saber Sumo Detox!

 Os Sumos Detox, ou funcionais, como gosto de os chamar, vieram para ficar. Hoje em dia já não é invulgar adicionarmos espinafres, pepino, gengibre, cenoura, hortelã, sementes ou folhas de couve aos tradicionais sumos de fruta.
Quem ainda não experimentou, já ouviu falar ou conhece alguém que os faz. Mas afinal para que servem?



Apesar de estarem muito associados à perda de peso, estes sumos vão muito para além dos resultados em balança. 
O seu consumo regular pode ajudar ainda a:
- desinchar
- sentir mais energia e vitalidade
- lutar contra o cansaço físico e mental
- combater os efeitos negativos da poluição e stress das cidades
- compensar carências vitamínicas e minerais
- fortalecer cabelos e unhas
- combater a celulite
- combater os efeitos do tempo funcionando como antiaging
- desintoxicar depois de uma festa, jantar ou almoço onde tenha abusado
- aumentar do consumo de frutas e vegetais, muitas vezes negligenciado no dia a dia de grande parte da população.

Se pensarmos bem, os sumos detox não são mais do que uma combinação inteligente de alimentos de alta qualidade nutricional que conjugados ajudam a restabelecer o equilíbrio do organismo. São uma forma alternativa de consumir alimentos crus, ricos do ponto de vista nutricional, partindo sempre de uma escolha equilibrada em termos de micro e macro nutrientes, conjugando os ingredientes certos, nas quantidades ideais, mas sobretudo, com um resultado final muito saboroso.

No inicio do ano, depois de todas as tentações natalícias e exceções alimentares típicas desta época, os sumos detox podem servir como uma ferramenta útil e eficaz para fazer uma espécie de “reset” ao organismo, facilitando a reintrodução de hábitos alimentares mais saudáveis e ajustando os ponteiros na balança, quando parecem querer fugir do nosso controlo. Afinal de contas ano novo, vida nova, certo? É importante motivação e com estes sumos conseguirá sentir-se melhor do ponto de vista energético ao mesmo tempo que perde peso.
Existem várias formas de introduzirmos os sumos detox no nosso esquema alimentar. Temos a versão mais intensiva, em que podemos substituir uma ou mais refeições do dia por sumos. A duração deste tipo de detox deve ser curto (de 1 a 3 dias) podendo repetir de forma intercalada com uma dieta variada e equilibrada. Dietas exclusivamente líquidas são possíveis, mas apenas aconselhadas para pessoas saudáveis e de preferência sob supervisão nutricional.

De uma forma mais duradoura e regular podemos optar por integrá-los no nosso dia a dia como complemento à nossa dieta. Neste sentido a ideia seria optar por começar o dia com um copo de sumo detox em jejum e depois seguirmos com o nosso dia alimentar, que se quer saudável e variado, mantendo as várias refeições principais e intermédias normais.
As dietas detox podem ser feitas apenas com sumos funcionais ou enriquecidas com receitas de sopas, chás, infusões, saladas ou outras refeições sólidas consideradas detox.

O conceito DETOX baseia-se em conceitos da nutrição funcional, apostando em alimentos ricos do ponto de vista nutricional, partindo sempre de uma escolha equilibrada em termos de micro e macro nutrientes, conjugando os ingredientes certos, nas quantidades ideais, mas sobretudo, com um resultado final muito saboroso.

Ao introduzirmos sumos e receitas detox na nossa alimentação estamos a fornecer ao organismo as ferramentas que ele necessita para funcionar em plenitude, sem sobrecargas, tendo como missão a desintoxicação fisiológica levada a cabo por órgãos alvo vitais como intestinos, fígado, rins, pele e pulmões, permitindo o organismo metabolizar de forma mais eficiente todos os ingredientes a que é exposto.
O que caracteriza a capacidade de desintoxicação destes sumos são os seus componentes vegetais, ricos em antioxidantes, minerais, vitaminas, fibra, água e outros elementos nutricionais facilmente encontrado nas frutas, legumes e verduras in natura. O importante é variar e tentar, sempre que possível, escolher produtos frescos da época e produzidos de forma natural e biológica (de preferência de produção local).

Para ter a certeza de que se segue um método adequado, sem pormos em risco a nossa saúde aconselho a leitura de 2 livros completos com todos os fundamentos por de trás do conceito DETOX e mais de 200 receitas fáceis, simples e deliciosas.

       



Segue a SANTAMELANCIA no facebook e instagram.